Autor Tópico: Diário de bordo: BMW C650 GT - JC1973  (Lida 709 vezes)

0 Membros e 3 Visitantes estão a ver este tópico.

Offline JC1973

  • Novato
  • *
  • Mensagens: 8
  • Sexo: Masculino
  • Modelo: YAMAHA FZ1-SA
  • Localidade: Torre da Marinha
Diário de bordo: BMW C650 GT - JC1973
« em: 06 Set | 2017 | 20:33 »
Boas a todos,

Agora que me inscrevi neste espaço, nada melhor do que começar um diário de bordo da máquina que eu adquiri e que, haja saúde e sorte, me irá acompanhar durante algum tempo.
Pois bem, depois de ter tido scooters (Daelim S3 125 e HONDA SW-T 400), mudei para o mundo das motas tradicionais onde tive uma KAWASAKI ZZR 600, HONDA CBF 1000, HONDA VARADERO XL1000 e até à 15 dias atrás YAMAHA FZ1S.
Foram muitos kms e outras tantas experiências que me ajudaram a tornar um motociclista mais experiente. E foi talvez essa experiência adquirida aliada à vontade de cativar novamente a minha esposa a andar comigo (praticamente deixou de gostar de andar quando vendi a SW-T) que me levaram a aproveitar um negócio com a actual BMW C650 GT.

Esta é uma mota de 2012, sempre assistida na marca e que conta actualmente com 26000 kms. Como me informei acerca dos problemas crónicos deste modelo, verifiquei que já foi alvo das ações de recall da marca, principalmente da questão da embraiagem. Portanto, tenho as condições reunidas para ter aqui uma grande máquina.

Porquê este modelo? Porque fiquei sempre com ela debaixo de olho depois de ter feito um test Drive à uns anos atrás e de ter ficado literalmente rendido. Quem diria que alguns anos depois iria ter uma? A vida é isto mesmo!

Primeiras impressões, porque só a tenho a duas semanas, são as melhores. Obviamente que tive de me voltar a adaptar a condução das scooters mas sinceramente foi mais fácil do que pensava. Acho até que estas máquinas têm evoluído bastante ao longo do tempo e hoje já demonstram boas qualidade dinâmicas ao contrário do que acontecia com gerações mais antigas deste tipo de motociclos.

Condução excelente, óptimo equipamento (esta é full), consumos excelentes (ando nos 4,5 e sinceramente não me esforço para os fazer), boa recuperação de velocidade, impressiona a forma como atinge os 180 (rapidíssimo) e a proteção aos elementos é fabulosa. Conforto das suspensões, aqui já não gosto tanto. Acho algo rija mas ganha depois no comportamento e também não gosto muito do ruído do escape...mas também isso é passível de ser alterado, resta saber se vou achar merecedor gastar uns 400€ só pra esse efeito. Não me parece...

Para já é o que noto. Cada dia que passa me convenço mais da sua utilidade e da satisfação que sinto ao conduzi-la. Ja agora, a minha esposa está-me sempre a desafiar pra sair...de mota😉!

Cumprimentos
JC